Publicado por: nadioli | 11/01/2011

10 de janeiro de 2011

Olá,

Ainda naquele ritmo de necessário engate para o ano que se inicia, vamos atravessando esta fase do ano em que o Sol atravessa o signo de Capricórnio.

Para começar, espero que aprecie uma pequena homenagem a Elvis Presley (capricorniano) com esta belíssima canção: My Way, encontrei uma versão traduzida, a interpretação é bela e  a letra mais ainda.

Veja este trecho:

“E pra que serve um homem, o que ele tem ?

Se não ele mesmo, então ele não tem nada

Para dizer as coisas que ele sente de verdade

E não as palavras de alguém que se ajoelha

Os registros mostram, eu recebi as pancadas

E fiz do meu jeito”

E ainda nesta semana trago além das previsões semanais, dois Mestres capricornianos de primeira linha: Vivekananda e Yogananda. Na minha opinião duas pérolas, que vale muito a pena conhecermos melhor. Só pra dar uma idéia destas preciosidades:

“Vim a compreender que a inscrição dos astros, à hora do nascimento, não significa que o homem seja um fantoche de seu passado. A mensagem deles é, antes, um acicate ao orgulho; o próprio céu procura despertar o propósito humano de ser livre de toda limitação. Deus criou cada homem como alma, dotado de individualidade e, portanto, essencial à estrutura do universo, seja no papel temporário de coluna ou, de parasita. Sua liberdade é final e imediata, se assim o quiser; não depende de vitórias externas, mas internas.” Autobiografia de um Iogue. – Yogananda

Uma excelente semana,

Beijos

Nádia Oliveira


CÉU DO MOMENTO

 

A semana parece ser bastante exigente com nossos compromissos, prazos e responsabilidades. Vai ser difícil não ter que nos defrontarmos com aquelas questões mais chatinhas e burocráticas, procure resolver da maneira mais branda possível, pois não deveremos estar muito predispostos a estas demandas nestes próximos dias.

Mesmo assim, o ritmo e o fluxo das situações deverá ser ágil se não perder tempo com teimosia e queixas. Cuidado com o mau humor!

Mercúrio percorre os últimos graus de Sagitário,  e se aproxima de Plutão, esta conjunção irá trazer maior profundidade e concentração aos nossos pensamentos, também podemos contar com maior objetividade. Mas pelo menos nesses primeiros 4 dias da semana a luta pela concentração será árdua.

Vênus e Júpiter dois planetas muito associados a sorte e oportunidades formam um aspecto harmonioso no céu, o que pode nos auxiliar na criatividade, na abertura de oportunidades e bons resultados em nossos empreendimentos. Aproveite!

Um planeta digno de nota esta semana também é o determinado e ativo Marte, além de se encontrar em Capricórnio, o que potencializa bastante sua ação, encontra-se conjunto ao Sol e em bom aspecto com Júpiter e Urano. Com isso, não podemos esperar muita calmaria, ao contrário é muita ação!

 

Assista no Youtube a música MY WAY com ELVIS PRESLEY no link abaixo:


Grandes capricornianos!

 

Tratar de capricornianos famosos é muito fácil, acho que por serem destemidos e persistentes, conseguem chegar onde almejam. Poderíamos falar de homens poderosos como Onassis, Richard Nixon, Mao Tsé Tung ou Al Capone, mas me sinto mais inspirada pra falar dos belos exemplos: Mel Gibson (põe belo nisso!), Kepler, Newton, Ticho Bhahé, Benjamin Franklin, Vivekananda, Elvis Presley, Umberto Eco, Chet Baker, Claudia Raia, Villeneuve, Michael Schumacher, Mahesh Yogi, Yogananda, Gustave Doré, Cícero, Mishima, Martin Luther King, Gerard Depardieu, Nicolas Cage, Cary Grant, Rita Lee, Jô Soares, Portinari e a lista não termina!

 

VIVEKANANDA

“O remédio para a fraqueza não é refletir sobre ela, mas pensar na força. Ensine os homens à respeito da força que eles já têm dentro de si mesmos.” Vivekananda

Nasceu em 12 de janeiro de 1863, é considerado um dos mais importantes pensadores espirituais hindus, foi um pioneiro na divulgação da filosofia indiana no Ocidente.  Foi discípulo de Ramakrishna. Pregou muito sobre tolerância religiosa, sua obra possui idéias fraternas e solidárias. Um autor que vale a pena ler e conhecer.

Capricorniano duplamente, com Sol e Ascendente. Traz Netuno na Casa 3, apontando para uma grande inspiração mental, já Saturno, Lua e Júpiter se encontram em Libra na Casa 9, sua obra espiritual alcançou o Ocidente rompendo fronteiras.

“Se existe uma palavra nos Upanishads que surge como uma bomba e explode sobre a multidão ignorante, esta palavra é intrepidez. A única religião que deve ser ensinada é a religião da intrepidez, da hombridade. Seja neste mundo, ou no mundo da religião, a verdade é que o medo é, certamente, a causa da degradação e do pecado. É o medo que nos traz infelicidade, é o medo que nos traz a morte, é o medo que origina o mal. E qual a causa do medo? A ignorância da nossa própria natureza.” Vivekananda

 

YOGANANDA

Nasceu em 05 de janeiro. É um dos mais populares gurus indianos no Ocidente. Divulgou o Krya Yoga e os ensinamentos de antigos gurus. Criou uma fundação (Self Realization Fellowship) que tem forte atuação até hoje. Seu livro – Autobiografia de um Iogue é um best seller imperdível.

 

Um dos textos mais interessantes que já li sobre Astrologia é o que está no livro citado acima, Yoganda nos conta que ao dizer a seu mestre Sri Yuktésawar que não acreditava em Astrologia este lhe respondeu:

“– Não é questão de crença; a atitude científica que se deve adotar em qualquer assunto é a de saber se é verdade. A lei da gravidade funcionou tão eficientemente antes de Newton como depois dele. O cosmos seria positivamente um caos se suas leis só pudessem funcionar mediante a aprovação da crença humana. Os charlatães trouxeram a antiqüíssima ciência estelar a seu descrédito atual. Tanto matemática como filosoficamente, a astrologia é muito vasta para ser abarcada corretamente, salvo por homens de profundo entendimento. Se os ignorantes lêem erradamente o céu, e ali  enxergam rabiscos em vez de uma escrita, isto é de se esperar neste mundo imperfeito.

Não se deve prescindir da sabedoria ao dispensar os pretensos sábios. E meu guru continuou: – Todas as partes do mundo criado estão ligadas entre si e permutam suas influências. O ritmo equilibrado do universo tem sua raiz na reciprocidade. O homem, em seu aspecto mortal, tem de combater dois grupos de forças – primeiro, os tumultos internos do ser, causados pela mistura de terra, água, fogo, ar e elementos etéreos; segundo, os poderes externos e desintegradores da natureza. Enquanto o homem luta com sua mortalidade, ele é afetado por miríades de mutações do céu e da terra.

Astrologia é o estudo das reações do homem aos estímulos planetários. Os astros não têm qualquer benevolência ou aversão consciente; eles meramente enviam radiações positivas ou negativas. Por si só, não ajudam nem prejudicam a humanidade, mas oferecem um canal lícito para que se manifeste o equilíbrio de causas e efeitos que, no passado, cada homem pôs em movimento.

Uma criança nasce no dia e hora exatos em que os raios celestes estão em harmonia matemática com seu carma individual. Seu horóscopo é um retrato desafiante, revelando seu passado inalterável e os resultados prováveis em seu futuro. Corretamente, porém, o mapa natalício só pode ser interpretado por homens de sabedoria intuitiva: estes são poucos. A mensagem audaz e heraldicamente proclamada através dos céus, no momento do nascimento, não tem a intenção de dar ênfase ao destino – o resultado do bem e do mal pretéritos – mas o de despertar a vontade humana de escapar de seu cativeiro universal. O que o homem fez, ele pode desfazer. Ninguém, além dele mesmo, foi o instigador das causas cujos efeitos agora prevalecem em sua vida. Ele pode transcender qualquer limitação, em primeiro lugar, porque possui recursos espirituais que não estão sujeitos à pressão planetária.

(…)

Em algumas ocasiões, eu disse aos astrólogos que selecionassem os meus piores períodos, de acordo com as indicações

planetárias, pois, ainda assim, levaria a termo qualquer tarefa que me impusesse a mim mesmo. E verdade que meu sucesso em tais épocas foi precedido por dificuldades extraordinárias, Minha convicção, entretanto, sempre foi justificada: a fé na proteção divina e o uso correto da vontade conferida por Deus ao homem são forças mais poderosas que as influências provindas do firmamento.

Vim a compreender que a inscrição dos astros, à hora do nascimento, não significa que o homem seja um fantoche de seu passado. A mensagem deles é, antes, um acicate ao orgulho; o próprio céu procura despertar o propósito humano de ser livre de toda limitação. Deus criou cada homem como alma, dotado de individualidade e, portanto, essencial à estrutura do universo, seja no papel temporário de coluna ou, de parasita. Sua liberdade é final e imediata, se assim o quiser; não depende de vitórias externas, mas internas.” Autobiografia de um Iogue.”


Responses

  1. Maravilhoso texto.
    Aprendi um pouco mais…..Vou estar mais atento, pois aqui é tudo de muito bom gosto. Parabens!!!!

  2. Maravilhoso texto.
    Aprendi um pouco mais…..Vou estar mais atento, pois aqui é tudo de muito bom gosto. Parabens!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: